Em entrevista exclusiva, Dra. Ludimila Bonelli explica os problemas que o açucar causa na pele

dra-ludmilaPor Clayton Gallo

Muitas das delicias da alimentação conta com um produto que deixa tudo melhor, mais incrementado e, claro, mais gostoso: o açucar.

Quando se pensa em problemas com o açucar, diabetes vem à mente em primeiro lugar. Mas muitas outras coisas podem acontecer no corpo provenientes do consumo de açucar, seja em sua forma natural ou até mesmo, como citado acima, nos deliciosos doces, chocolates, entre muitas outras maravilhas culinárias.

Depois de anos de estudo e pesquisa, a dematologista Dra. Ludmila Bonelli descobriu que o consumo de açucar pode trazer problemas para a pele, inclusive rugas e olheiras.

Nesta entrevista exclusiva, a mineira Dra. Ludmila explica muitos dos inconvenientes para a pele causados pelo açucar, inclusive causados pelo consume dos deliciosos doces de leite e goiabadas, típicos de Minas Gerais e cheios de açucar.

Completa Virtual: Vamos começar falando sobre o que é glicação? Quais os efeitos na pele das pessoas?
Dra. Ludmila Bonelli: A glicação é um processo de agressão do colágeno, que é a fibra que sustenta a pele como um todo, por causa do excesso de açucar. Então, quando mais eu como açucar, mais eu tenho perda de colágeno. Quanto mais sem colágeno a pele fica, mais ela se rompe, ela se quebra, ela se parte. Então, com isso, a estrutura da pele fica danificada. E isso prejudica não só a pele do rosto, mas do corpo inteiro. Todas as funcionalidades das outras estruturas ficam atrapalhadas. Então, a pessoa mais ver mais estrias, mais manchas, queda de cabelo por causa da pele glicada. É importante comentar isso. A pele glicada é um problema e as pessoas não se atentam a isso. Falar de pele glicada não é mais novidade, mas nem todo mundo fala para o cliente. É um assunto que nem todo mundo domina ainda. Se você fala para o paciente que ele tem que parar de comer açúcar, ele sai correndo.

Completa Virtual: Então, as pessoas devem diminuir o consumio de açúcar?
Dra. Ludimila Bonelli: O que acontece? As pessoas precisam mudar a alimentação como um todo. Ou a pessoa interfere na pele de formas naturais, através da alimentação, onde o paciente ingere colageno diariamente, ou a gente interfere com o uso de produto cosmético, para uso utópico, que é um produto antiglicante, um comprimido. Vale lembrar que não é uma medicação. É a carcenina, um aminoácido que consegue dissolver o efeito do açucar no colágeno. Outra forma é interferir com um produto que consegue penetrar a pele, chegar no colágeno e desfazer o efeito do açucar. Tenho este produto na minha linha de cosméticos que é utópico antiglicante.

Completa Virtual: O que as pessoas preferem: mudar a alimentação ou fazer uso de produtos?
Dra. Ludimila Bonelli: Num primeiro momento, as pessoas tentam mudar a alimentação. Muitos consegue e começam a perceber a diferença na pele. Algumas pessoas costumam voltar (com a alimentação com mais açúcar) e outras se dão muito bem. Quando você pergunta “o que tem mais açúcar? O abacate ou o mamão?”. Todo mundo vai responder que é o abacate. O abacate é rico em gordura e o mamão tem o dobro do açucar do abacate. O mamão chega a ser usado para adoçar alimentos. O abacate tem gordura e não tem tanto açúcar. E são gorduras boas. O abacate não é um vilão.

 

Completa Virtual: Quais alimentos costumam ajudar a “tratar” a pele glicada? Há alimentos que mais ajudam, como ervilha, lentilha, feijões, chá-verde, açafrão, oleo de chia e de linhaça, entre outros.  Por que ajudam tanto?
Dra. Ludimila Bonelli: Esses alimentos não vão interferir tanto na glicação. Eles são antioxidantes e todo antioxidante está sempre te protegendo de alguma coisa. A antioxidação é um caminho plenamente pertinente para a saúde da pele, por exemplo. A antioxidação é a ação de uma rede de antioxidantes para evitar os efeitos dos radicais livres. Nosso maior radical livre é o oxigênio. Então, um corredor sofre mais ação de radicais livres, porque o pulmão está aberto e ele respira mais. Então, esses produtos agem como antioxidantes e não como antiglicantes. É outra coisa que glica o colágeno, seja ele pelo excesso de carboidratos ou de frutas. Os alimentos integrais também ajudam. Mas não devem ser consumidos em excesso, para não anular os efeitos benéficos daquele alimento.

 

Completa Virtual: Falando de uma parte específica, que é a região dos olhos. Uma pessoa que consome muito açúcar e, consequentemente, terá a pele glicada. Este indivíduo vai ter mais olheiras?
Dra. Ludimila Bonelli: Ela vai ter muito mais olheiras. A região dos olhos tem muito menos camada córnea. Por exemplo, o queixo tem mais camada córnea que a nossa pálpebra em volta dos olhos. Então, as camadas mais profundas da pele vão ficar mais aparentes. Então, eu enxergo mais a camada da pele. Se você reparar, as pessoas não costumam ter manchas no queixo. A olheira: o açúcar interfere no colágeno, que deixa a pele com menos estrutura íntegra e o melanócio fica trabalhando mais. É uma região que tem menos proteção. Então, se eu melhoro a estrutura do colágeno, eu melhoro a estabilidade desse melanócio que está em cima do colágeno e consigo clarear a pele.

Completa Virtual: E como faz para melhorar esse colágeno?
Dra. Ludimila Bonelli: Tirando o excesso de açucar! É tirando o endurecimento causado pelo açucar em cima dele. O tratamento tem que ter substâncias atuantes antiglicantes, nos alimentos, nos cosméticos e nos dermocosméticos. A gente consegue acabar com olheiras com a atuação antiglicante no colágeno.

Completa Virtual: Uma pessoa que dorme bem pode ter olheira causada pela glicação da pele?
Dra. Ludimila Bonelli: Sim. E a pessoa que fala que tem olheira vinda do DNA, ela também tem uma cultura alimentar que vem junto com ela. A pessoa não é só o DNA. É também a cultura familiar. Tudo tem a ver com o dia a dia daquela pessoa.

Completa Virtual: Existem época do ano em que as olheiras podem aumentar?
Dra. Ludimila Bonelli: O mais importante da glicação. Por exemplo, quando entra o horário de verão, nosso relógio biológico, que é extremamente importante, fica alterado porque nós temos liberação de hormônios durante o dia e durante a noite. Altera todas as funções biológicas. Nós temos mais edemas, que se confundem com olheiras. Tem gente que está com a pálpebra inchada e pensa que está com olheira. Tem que ver caso a caso para saber qual é o tratamento, porque tem que ver se a pele está íntegra; dependendo do estado na estrutura da pele, se você faz um tratamento, pode gerar um outro problema, porque o produto ou o aparelho usado pode chegar em camadas muito profundas da pele e acabar causando uma queimadura, porque a pele está com a estrutura danificada, rompida e até o aparelho mais moderno pode danificar… podem acontecer queimaduras e outros problemas. A pele tem que estar bem estruturada e tudo deve ser analisado caso a caso.

Completa Virtual: Agora eu vou fazer uma pergunta para deixar a senhora em maus lençóis. A senhora é mineira e Minas Gerais tem os tradicionais doces, como goiabada, doce de leite, entre outros. Como é que faz com essas delícias mineiras?
Dra. Ludmila Bonelli: Sinceramente, não pode comer. Tem muito açucar no doce de leite! É lógico que tudo é comedido. Se naquele meu dia, eu comi muito açucar, no dia seguinte eu troco por uma fruta.

Completa Virtual: Mas é proibido?
Dra. Ludmila Bonelli: Não é proibido. É medir a quantidade. Vai diminuindo a quantidade com o tempo, diariamente.

Além disso, saiba mais detalhes sobre o produto que vai ajudar a tratar a pele glicada no link: Dra. Ludmila Bonelli apresenta o Be Fresh – Anglicante e Antioxidante Universal, para combater a Pele Glicada.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s